fbpx
imagem_header

Aprenda a declarar produtos importados e não erre mais!

É inevitável: quando pensamos nos Estados Unidos automaticamente os cérebros mais consumistas já imaginam um carrinho de compras cheio de produtos importados. Porém, pensar na compra de eletrônicos, perfumes, roupas e demais bens de consumo vindos de países estrangeiros, nos leva em um momento ou outro a seguinte dúvida: como devo declarar produtos importados na alfândega?

Seja pelo ar, por terra ou navegando por águas conhecidas, o destino de encomendas de produtos importados é sempre a mesma: a Receita Federal, um lugar temido por importadores que desejam se ver livres dos impostos de importação!

O que é a declaração aduaneira e qual a importância de declarar produtos importados? 

Também conhecida como declaração alfandegária, a declaração aduaneira é um documento que todo importador deve preencher para expor a Receita Federal o que tem dentro da encomenda enviada!

Obrigatório em qualquer importação, declarar produtos importados é uma etapa da compra em países estrangeiros que costuma gerar bastante dúvidas mesmo nos importadores mais experientes. 

Portanto, vejamos abaixo algumas regras para você se orientar e que se aplicam a quaisquer encomendas enviadas pelos métodos Express, Priority e First Class: 

  1. Declare produtos importados em inglês! 

Para evitar complicações na USPS (Serviço Postal dos Estados Unidos) é muito importante você declarar produtos importados que está enviando para o seu endereço de entrega sempre em inglês. Assim, caso a sua encomenda se perca em meio a tantas outras é possível encontrá-la com mais facilidade.

  1. Evite descrições genéricas!

Imaginemos que você está importando um “Notebook Dell i15-3584 A10B Inspiron”, obviamente você não precisa colocar esse bando de informações na sua declaração aduaneira. Basta que você especifique, por exemplo, que a sua encomenda se trata de um “Notebook”

Atenção! Evite usar palavras como “Gift, “Present”, “Toys”, “Clothes”, “Electronics”, etc., pois isso aumenta bastante as chances da sua encomenda ser devolvida pela alfândega! 

  1. Evite erros de escrita!

Qualquer erro mínimo em seu declaração pode gerar confusões durante o envio das suas encomendas. Assim, para evitar dores de cabeça, confira a sua declaração aduaneira quantas vezes for preciso antes de se dar por satisfeito!

  1. Use no máximo 12 linhas na declaração!

Se você tiver optado por contar com uma redirecionadora de encomendas como a WeGet2U por conta do serviço de consolidação de encomendas, tenha em mente que a sua declaração alfandegária não deve ultrapassar 12 linhas. 

Você pode adicionar até 50 categorias de produtos quando necessário, mas nós recomendamos usar até 12 linhas para não chamar atenção das autoridades aduaneiras e evitar as taxas de encomendas para fins comerciais.

  1. Jamais adultere os preços na declaração!

Além de ser uma prática bastante batida e facilmente detectável pela Receita Federal, declarar as suas encomendas com valores menores pode te trazer muitas dores de cabeça. Sua encomenda pode ser retida na alfândega ou ainda pior, você poderá receber uma multa bem salgada por esta prática! 

Ainda está com dúvidas? 

Confira o vídeo que preparamos sobre Declaração Aduaneira em nosso canal no YouTube do Papo que Importa e deixa as suas dúvidas nos comentários! 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Copyright @ 2020 Papo Que Importa. All rights reserved.